• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • MÃOS NA MASSA, OLHOS NO FUTURO - ‘Escola de Panificação Itinerante’ do Senai e MPT forma 1ª turma com 16 concluintes na Fazenda do Sol, em Campina Grande
  • .
  • Confira o passo a passo de como fazer uma denúncia ao MPT.
  • MPT apoia campanha contra a violência doméstica
  • Acesse o MPTTV - Paraíba
  • CONFIRA DOCUMENTOS E NORMAS DE SEGURANÇA
  • ACESSE AQUI O SERVIÇO
  • Confira aqui a atuação do MPT-PB na pandemia do novo Coronavírus
  • Acompanhe aqui as notas técnicas e recomendações do MPT

MÃOS NA MASSA, OLHOS NO FUTURO - ‘Escola de Panificação Itinerante’ do Senai e MPT forma 1ª turma com 16 concluintes na Fazenda do Sol, em Campina Grande

10/09/2021 – Mãos na massa, olhos voltados para o futuro. As mãos que aprenderam a abrir massas e fazer verdadeiras delícias, hoje, moldam novos caminhos. Dezesseis jovens concluíram os cursos de padeiro e confeiteiro na ‘Escola de Panificação Itinerante’ do Senai e MPT, que se instalou na Fazenda do Sol, em Campina Grande. O local acolhe jovens em tratamento de dependência química. Na última sexta-feira (03), representantes do Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) participaram da formatura da primeira turma do projeto na Paraíba, uma parceria entre as duas instituições.

Para esse projeto, o MPT-PB destinou R$ 215 mil ao Senai para transformar uma carreta na ‘Escola de Panificação Itinerante”, com acessibilidade, equipamentos modernos e cursos de padeiro e confeiteiro para pessoas de baixa renda, em cidades da Paraíba. A formatura seguiu todos os protocolos de segurança. Os jovens exibiram, orgulhosos, os certificados.

O estudante Thales Dias Leite, 26 anos, é um dos 16 jovens concluintes da 1ª turma da ‘Escola de Panificação Itinerante’.

“É com grande orgulho que tenho o prazer de dizer que concluí os cursos de padeiro e confeiteiro, pois tinha muita curiosidade nessa área de alimentos. Com a graça de Deus eu vou conseguir um trabalho lá fora depois que terminar o meu período aqui na Fazenda do Sol. Só tenho a agradecer”, afirmou Thales Leite, emocionado. Ele trabalha na cozinha da Casa. “Essa oportunidade é a porta para que eu possa entrar nessa área de confeitaria. Por isso, me dediquei o máximo. Esses cursos abriram meus olhos e minha mente, uma nova experiência”, disse Thales, que espera empreender na área quando concluir sua temporada na Casa.

“Devido a uma doença muito séria que é o alcoolismo desci ao fundo do poço e vindo aqui para a Fazenda do Sol em busca de uma nova vida, encontrei esse curso, que fez a diferença em minha vida. Vou mudar, alimentando-me e alimentando as pessoas, e transformando outras vidas futuramente”, revelou Antônio Santana, que também recebeu, orgulhoso, o seu certificado.

Entre os 16 jovens, concluíram os cursos duas pessoas da comunidade local, aliando o projeto a proposta de convivência e reinserção dos internos da Casa à sociedade. Maria Eunice foi uma delas. “Foi gratificante! Sou de Fagundes, estou desempregada e tive essa oportunidade de participar. Foi uma troca de experiência maravilhosa! Agora espero pôr em prática. Quero começar a vender os bolos”, contou, cheia de entusiasmo.

Já Maria Aparecida Barbosa, a Cida, é professora e revelou que quer trilhar novos caminhos, de olho no futuro. “Foi uma oportunidade que chegou no momento certo e que vou abraçar com muito entusiasmo, porque gosto dessa área. Amo cozinhar para os outros e me sinto realizada com isso. Sou professora, gosto do que faço, mas pretendo dar um novo rumo a minha vida, reescrever uma nova história e ressignificar outras tantas. Essa era a oportunidade que eu almejava há muito tempo”, revelou.

Professor: Degustação prova potencial dos jovens

“A gente sempre fala que cada turma tem sua parte especial. Tivemos aqui uma experiência belíssima na Fazenda, onde capacitamos 16 pessoas em Panificação e Confeitaria e ficamos muito felizes com a dedicação deles ao curso, por fazerem as atividades, por participarem, por não faltarem as aulas. Tivemos na formatura uma degustação de produtos feitos pelos alunos, que prova o potencial deles. Esperamos que os internos continuem seu tratamento e logo após consigam um emprego na área”, destacou Alan Queiroz, professor dos cursos de padeiro e confeiteiro.

 

Transformação de vidas: “É possível trabalhar com dignidade”

“É uma alegria muito grande essa parceria entre Fazenda do Sol, MPT e Senai. Com certeza, foram momentos de grande enriquecimento para nossos acolhidos, visto que a proposta da Casa é a transformação de vidas e o que apresentamos como remédio para essa mudança de vida são três pilares: a oração, o trabalho e a convivência. Dentre estes três pilares, entra a dimensão do trabalho por meio dessa parceria que capacita nossos acolhidos, mostrando a eles uma profissão e dizendo que é possível trabalhar com dignidade”, ressaltou o padre Sérgio Leite, coordenador da Fazenda do Sol, por onde já passaram, ao longo de 20 anos, cerca de 2 mil jovens.

 

Psicóloga: cursos ampliaram possibilidades

“Os cursos vieram trazer outras possibilidades para eles, mostrar que existem outros caminhos, que podem sair das drogas e ressignificar suas vidas. O tempo aqui é de um ano. Então, quando saírem daqui podem recomeçar uma nova vida junto as suas famílias”, pontuou a psicóloga da Casa, Joyce Macedo.

 

MPT: Formatura representa êxito e recuperação de vidas

“A formatura dessa turma representa o êxito em uma das etapas do trabalho de recuperação dessas vidas. Os internos agora têm uma profissão, e a perspectiva é inseri-los no mercado de trabalho. Para isso, estamos juntamente com o padre Sérgio (coordenador da Fazenda do Sol) e o Senai fazendo contatos em Campina Grande para conseguir colocação profissional desses jovens em padarias, lojas de bolo e confeitarias para, finalmente, atingir nossa finalidade, que é, através do trabalho, garantir que esses internos voltem para suas famílias e voltem a viver com respeito e dignidade por meio do trabalho”, afirmou o procurador do Trabalho Paulo Germano Costa de Arruda, responsável pelo projeto.

 

Senai: Recolocação no mercado de trabalho

“Com o aporte financeiro do MPT, conseguimos reformar a Unidade Móvel de Panificação e Confeitaria que já tinha cerca de 20 anos de uso, e nossa primeira turma após a reforma foi aqui na Fazenda do Sol. O Senai, mais uma vez, contribuiu na transformação de vida dessas pessoas, considerando que os internos receberam, nos últimos dois meses, uma formação profissional que, sem dúvida alguma, será muito útil para a recolocação deles no mercado de trabalho. A sensação é de dever cumprido”, acrescentou o diretor regional do Senai-PB, Euler Sales.

 

Senai: formação técnico-profissional e humanização

“Nesses cursos de padeiro e confeiteiro, trabalhamos não só a formação técnico-profissional dessas duas ocupações, mas também, e principalmente, a humanização. Os acolhidos têm uma nova perspectiva de vida e, antes frágeis, vulneráveis e sem receber atenção da sociedade, agora podem voltar à sociedade como cidadãos para terem a sua independência juntos a sua comunidade e sua família. Alcançamos nosso objetivo nesta primeira etapa com êxito, que nos leva a pensar num caminhar ainda mais sólido para que possamos continuar ofertando capacitação, formação técnica e humanização”, enfatizou o gerente executivo de Educação Profissional e Tecnológica do Senai-PB, Janildo Sales.

 

‘Escola de Panificação Itinerante’ inicia cursos dia 13, em João Pessoa

A ‘Escola de Panificação Itinerante’ do Senai, em parceria com o MPT, vai iniciar novos cursos de padeiro e confeiteiro na próxima segunda-feira (13/09), para beneficiários da Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência (Funad), em João Pessoa.A carreta do Senai recebeu adaptação para dar acessibilidade a cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida.

A Unidade Móvel de Panificação ou ‘Escola de Panificação Itinerante’ possui uma sala de aula que foi modernizada com carteiras mais adequadas e confortáveis, lousa interativa e data show instalados num ambiente climatizado. Possui equipamentos novos, como masseira, divisora, freezer, geladeira, fogão e forno, além de outros utensílios de cozinha, como batedeira, micro-ondas, filtro de água, panelas, colheres, entre outros.

 

Reportagem: Henriqueta Santiago.

Colaboração: Maria Ângela/ Leonora Silva

*Fotos dos jovens foram autorizadas.

 

Fonte: Ascom/MPT-PB.

 

CONTATOS:
ASCOM / MPT-PB – (83) 3612 – 3119 / 3612- 3100.
Instagram: @mptparaiba
Facebook:  @mptpb

YouTube: MPT TV Paraíba.

 

 

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • bunner yt ok
  • Portal de Direitos Coletivos
  • nr